30 de mar de 2011

Princípio feminino e o papel Masculino....




Há quantas mulheres foram ensinadas que o prazer é sagrado e que TODO ato de amor e sua sensualidade é algo bom, puro e abençoado? Creio que menos do que você imagine!

Pense em como sua vida seria diferente se você desde o início acreditasse e agisse de acordo com este conhecimento?: honrando o amor e o prazer como suas próprias expressões sagradas, sua alma e essência?

Ouvimos em um antigo mito que era a árvore do conhecimento do bem e do mal que a mulher desejava. Ela ainda quer e deseja isso. Nos mitos mais recentes, ela já sabia que ela era boa, em toda sua beleza, sabedoria, sensualidade e poder criativo.

Para recuperar a sua totalidade, a mulher deve perceber que a divindade tem um aspecto feminino como as Deusas que há milhares de anos eram adoradas pelas culturas antigas.

Me disseram (e era fortemente acreditado), que fui criada à imagem e semelhança de Deus, mas quando eu me olhei no espelho, uma mulher de 20 e poucos anos (na época, faz temppooo rs), cujo corpo era definitivamente mais feminino que nunca, eu precisei, necessitei de novas imagens e palavras: da Deusa, do Sagrado Feminino, do Espírito da Vida, da Mãe de todos os seres vivos..., para confrontar com tais normas culturais e para descrever a real e verdadeira imagem e semelhança da divindade com a qual eu vim a esta Terra!

Nos foi dado um modelo: nas igrejas, no trabalho, em nossa cultura, que fala de 'honra', onde vemos a inflação do masculino, do patriarcalismo e do machismo única e exclusivamente! Com o passar dos tempos a mulher foi percebida, julgada e vista como inferior, não sendo boa o suficiente, nem inteligente o suficiente, ou não digna o suficiente. Todas as coisas femininas foram subestimadas em valor e dignidade!

Bem isso pode até ser 'verdade' de certa forma! Pois toda vez que tentamos seguir um caminho ou um modelo que não é nosso, nos sentimos inadequados, fora de órbita, parece que há algo errado conosco como se nada se encaixasse. Essa tem sido a experiência das mulheres, de muitas mulheres, afinal, o que não faz parte de nossa jornada, nem de nosso íntimo não pode ser seguido com plenitude!

A Deusa veio me mostrar o caminho para ser uma mulher de Espírito, Luz e Vida. O corpo feminino e todos os seus complementos, as experiências sensuais, as formas de expressões - e eu, você e nós - somos abençoados!! Para entrarmos plenamente em nós mesmas, em nossa integridade, o poder e o espírito do nosso corpo além da alma feminina que é o elemento sagrado da Deusa, precisa sair!

O tempo do sagrado feminino e o poder deste princípio é agora ... É hora de nós mulheres nos encontrarmos em totalidade com nossa alma e espírito, fazendo brilhar nossa luz poderosa, nossa essência mais que sagrada, (re)aprendendo a apreciar, valorizar e amar o que somos em primeiro lugar. Precisamos de coragem nesta etapa em que fomos colocadas!

Quando eu me refiro ao feminino, não quero dizer sexo, ao gênero. Não é a categoria feminino e masculino, mas sim 'princípio feminino e masculino'.

Me refiro ao princípio feminino que não está sendo vivenciado e sendo suprimido em ambos homens e mulheres. Assim como o masculino não diz respeito somente ao homem, mas também à mulher. O feminino não ganha corpo apenas na mulher, mas também no homem.

Esse feminino representa o princípio da vida, de criatividade, de viver o complexo, compreender o todo, dando importância a Natureza, curando e cultivando o encantamento de todo o universo, descobrindo o mistério do mundo, respeitando a diversidade, respeitando e venerando a vida, resgatando o sentido da Terra como Grande Mãe, imenso organismo vivo como Danu, Gaia, Tellus, Pachamama, Onilé...

O princípio feminino tenta relacionar-se em vez de 'quebrar' as coisas, quer somar e formar uma coisa só... o homem precisa retomar este princípio feminino reprimido, reeducar o seu masculino. Somente então podemos viver plenamente uma relação de troca humanitária e compreender os mistérios humanos. Libertando-se das amarras e das vendas que tratam de forma desumana a mulher e a natureza e compreendendo que juntos embora diferentes, fazemos parte do todo, que podemos contruir um humano na igualdade e na diferença, a sociedade e a história.


8 comentários:

Geici disse...

Gostei do post :)

http://geiciblog.blogspot.com/

Eumar Lima disse...

É um post complexo, mas de um conteúdo impar. gostei do enredo.

Gabriel G. disse...

que post viajado haha

Romãosk8 disse...

haha maneiro :)

ninawicca disse...

o q foi feito atraves dos tempos com a imagem feminina....muitas pessoas nao pesam isso como deveriam muito perfeito essa fala amei BB

jujubaLua disse...

podem confundir isso como algo feminista mas eu compreendi perfeitamente linda! tem tudo a ver com matrismo como ja li antes e nao com feminismo
parebens

cacauzanini disse...

amei o post... amei o blog - ta mto bom parabens

Eumar Lima disse...

Já andei comentando por aqui, mas mais uma vez vou dizer: enredo do texto bacana.