3 de jul de 2015

Despertar da Deusa Interior

Já tem um tempo que tenho uma vontade imensa de vir com o blog com postagens mais frequentes mas sempre há tantos impedimentos que fica no 'deixa prá depois' rs.

Hoje, então de férias, vim inspirada para falar, expor, soltar algumas ideias guardadas...E justamente sobre 'guardar' é que quero falar: da Deusa guardada dentro de nós.

Mais e mais vemos dentro da política, da música, da literatura o ressurgimento do aspecto feminino refletido em divas, poderosas, guerreiras e batalhadoras que dão o seu melhor para trazer a consciência matriarcal à tona.

Após muito tempo encarceradas, as Deusas internas despertam ainda trêmulas, feridas, desacreditadas...Medos e supressões que surgiram na antiguidade, pela necessidade imposta de sermos puritanas, caladas, cobertas ou mesmo no seio de nossa família pelas nossas ancestrais carregarem esse fardo de impotência e sexo frágil.
Essas máculas não são novas e debilitaram sim nosso potencial e poder hoje!

Independente disso, a Deusa está em tudo seja nas folhas caindo, na brisa que sopra, no orvalho da manhã e na flor que desabrocha. E especialmente dentro de nós: de nossas próprias energias femininas individuais. Energias tão poderosas que são tecidas em nosso ser e nos desperta para os sonhos, as sensações, as emoções...

E eu quero justamente encorajar você a desenvolver sua própria força e poder para realmente aprender mais sobre si mesma e entrar em sintonia com as energias naturais que nos rodeiam.

Crie: através da pintura, da escultura, da costura...crie um prato, uma canção, um poema. Liberte esse dom incrível dentro de si.
Contecte-se com a natureza: Observe tudo ao seu redor, pise na grama, toque a terra, se encante com paisagens seja dia de sol ou chuva, compreenda os porquês de cada estação.
Aceite-se: liste seus pontos positivos e os enalteça. Liste os negativos que você não aceita e encare-os questionando se tem a real necessidade de mudar por si mesma por ser algo que não te faz bem, ou, se é pela sociedade que impõe regras e padrões a serem seguidos.
Conecte-se com outras mulheres: busque pessoas, grupo, locais e faça reuniões animadas para falar sobre essas descobertas. Crie espaço para falar e expor sobre o divino. Afinidades surgirão e muito será partilhado e descoberto seja com uma, duas ou vinte pessoas.

Que o retorno da Deusa dentro de cada uma de nós seja pleno e harmonioso e que se descubra as maravilhas que os efeitos colaterais causam!

Abençoadas sejam!

Grainne


Alguns dos meus momentos de despertar, conectar, partilhar...

 

 






Nenhum comentário: